domingo, 16 de novembro de 2008

Dois Corpos- Camila Bernardini


DOIS CORPOS

Contorno os teus lábios

com meus dedos

Rabisco teu nome em guardanapos

Tatuo tua pele com o meu nome

Gotas quentes de meu suor despertam teus seios

Massageio tuas costas com meus pêlos

Algemo-a no prazer que tu sentes

Respiro em teu ventre o ar da tua alma

Balbucio em teu ouvido o teu nome

O adorno de predicados que me conduzem ao pecado

Penetro em teu espírito

Penetro em tua almaP

enetro em teu corpo

Penetro em você

Rompemos leis da física – quando nossos corpos ocupam o mesmo espaço

Gritos alucinados que rompem e rasgam a madrugada

Uma canção – cujo nome é tesão

Um prazer cujo signo eu despejo dentro de ti

Um arrepio que me escurece as vistas

Uma sensação que me retira o solo

Um sentimento pintado com as cores de Deus

A perfeição em poesiaD

ois corpos – uma sincronia

Dois corpos – um testamento

Dois corpos

Entregues à um tempo eterno

Um tempo chamado momento.

3 comentários:

Eduardo disse...

"um tempo eterno...um tempo chamado momento"
caredito que eu nem precise comentar detalhadamente....

putzzz...tu é boa nessas coisas hein camilaa...*adimirado*...

Beijos...^^[e ateh ateh]

Adriano Siqueira disse...

Está excelente.
Bem penetrante como deve ser!

Intenso com censo e cheio de desejo e prazer!

escreva sempre
dri

Denny Guinevere Du Coudray disse...

Sempre me surpreendendo minha cara amiga... Sinto em ti um amor fluir que se oculta em tua alma.. sinto por estar ausente, mas fico feliz que esta tao integrada no amor quanto no dia que lhe conheci... sejas sempre assim....


Beijos ternos...